29 de mar de 2010

!!!!!!

Post ensaiado várias vezes...difiiiiicil de sair.

Perplexa com o rumo da estória desde ab aeterno, perdi a vontade de comentar o episódio. Precipitada, talvez, vi o fim de Lost como uma piada e me chateei.
Não porque a explicação não é exatamente aquela que eu tinha na cabeça, mas porque seria estupidamente pobre...e incoerente com tudo o que a série mostrou até aqui.

Primeiro explico que a crítica não foi com o episódio em si, que se perdeu em meio ao bla bla bla maniqueísta desenhado na explicação de Jacob para a Ilha. Talvez tenha sido apenas mais uma metáfora, o que já começa irritar...Ou seja a pista de algo que se complemente com qualquer coisa que faça sentido. Ou pode apenas ser a visão dele sobre as coisas.
O fato é que a explicação "catecismo" envolvendo conceitos de religião mais o discuros nonsense de profeta da verdade de Jacob me irrita profundamente.
Fato também que a cena "Ghost" de Richard e da mulher morta me soou de gosto duvidoso e acirrou a má vontade com tudo o que eu tinha visto.

O foco central da irritação é a incoerência desta saída com tudo o que nos foi apresentado até aqui. Tivemos protagonistas antiheróis, muita especulação em torno de teorias científicas e até pistas de possíveis ligações com civilizações que realmente existiram, como o antigo Egito. Tudo indicava que existiria uma mistura e que a questão espiritual estivesse envolvida. Mas nada que pudesse justificar um caminho totalmente irracional como o que parece ter sido escolhido e que coloca, inclusive, a quinta temporada - a melhor na minha visão - no lixo, pois não teria qualquer importância sobre o desfecho da estória. Também destoa de qualquer sanidade a possibilidade de que a Ilha tem como função impedir o mal chegar ao mundo.

Enfim, este caminho proposto em Ab Aeterno acaba com a série da pior forma possível. Por isto mesmo, me destituiu de qualquer força de vontade necessária para manter atualizado o blog. Explico: este espaço sempre foi algo tocado para pura diversão. Para me expressar sobre algo que gostava muito. E que envolvia certa demanda de tempo, artigo complicado para quem tem dois empregos, um marido, uma casa, quatro cachorros e outras cositas para administrar. Portanto, só escrevo quando estou realmente inspirada.
Vou deixar o barco correr, assistir aos próximos e torcer para que voltem a me inspirar. Espero muito que o que pareceu resposta para tantos seja apenas uma piada. De um tanto mal gosto...
Abs a todos!

Nenhum comentário:

Mais e mais

Related Posts with Thumbnails