4 de mar de 2010

Sundown: s06e06

O bem e o mal são relativos. Pelo menos, em algumas situações. Sayid é o mais completo exemplo de que boas intenções não valem sempre. No fim, depende do ângulo, a vista da paisagem. E enquanto Jacob e Locke Vader disputam seu jogo de xadrez, as vidas de todos os infelizes que cruzam seus caminhos podem ser modificadas para sempre - ou estragadas.

Do meu ângulo, Jacob é um manipulador hipócrita de fala mansa. Não consigo evitar de quase sempre torcer para o vilão. E neste embate, embora saiba de que tanto o lado negro, quanto o branco, têm interesses comuns pessoais e não tem quem ali vale uma vela, vibrei com a vitória parcial do Vader carismático levando para o seu lado boa parte do bando de ovelhas de "livre arbítrio" de Jacob. E não ficarei surpresa se, no fim, descobrirmos que tudo não passou de uma aposta de um dólar entre dois excêntricos, como no filme Trading Places (Trocando as Bolas) - onde os irmãos Duke bagunçam as vidas de Eddie Murphy e Dan Aykroyd.
Claro que estou fadada a me decepcionar no fim. Locke Vader vai se dar mal. Mas espero que não exista um triunfo total de um dos lados dando uma lição de moral na audiência. Não precisamos disto. E não acredito termos um fim tão simplista assim. Mas esperemos...

Voltando da divagação: Sayid tem mesmo uma queda para atirar e matar pessoas. E isto não o faz diferente de ninguém lá, nem de Dogen - que espero que ressuscite pois é um ótimo personagem - porque matar é parte da vida dos Outros, dos Losties e de qualquer um que ingresse na série. E se o lado do mal o dominou, pode ser apenas do ponto de vista dos Outros.
O que vale é que o episódio chegou ao climax de tensão. E conferiu uma atmosfera sombria a Lost, que acho que permanecerá até o fim. Aliás, começamos a sentir a chegada do fim.

Da realidade paralela, tivemos Sayid tentando se redmir das torturas e demais barbáries que comenteu na guerra. Ele é agora consultor da indústria petrolífera, o que não o redime tanto assim, não...continua do lado errado (do meu ponto de vista). Mas se pune fugindo do amor de sua vida, a simpática Nadia, aqui casada com o irmão que não quis matar a galinha. (engraçado, chamam o cara de covarde por isto...ah, deixa pra lá, sou vegetariana, mas não vou ficar pregando direito dos animais aqui. Depois faço um blog só para isto!).
E como já disseram, parece que o universo vai dando um jeitinho de repetir experiências e temos Sayid matando novamente e, de quebra, salvando Jin das mãos dos mercenários de Keamy, que, desconfio, devem trabalhar para sr. Paik e Widmore.

Por fim, acho que uma cena resume o espírito desta temporada e de tudo o que aconteceu com os losties na série. A conversa entre Dogen e Sayid mostra que ambos são, de certa forma, vítimas da mesma situação. Têm suas vidas modificadas por uma chantagem. Embora estejam de lados opostos, padecem do mesmo destino: são manipulados e embora a livre escolha exista na prática, quem é que abriria mão da vida de quem ama? Alguém aí?

4 comentários:

Dan Artimos disse...

a cada cena é possível ver o carinho que estão fechando as situações em Lost...

a linha de tempo alternativa parece que só existe para eles se redimerem com esses personagens que sofreram durante 5 anos e mereciam ter uma vida feliz...

Sayid fazendo o pacto com o FLocke me pareceu Orfeu e Hades... Onde a falecida Nadia tem o papel de Eurídice... sua alma fica a merce de Hades sem saber que ele não lhe devolverá Eurídice...

Lost é Lost... sem palavras

Equipe ToonSeries disse...

Esse capítulo também serviu para calara a boca de todos aqueles que até agora estavam reclamando dessa temporada de Lost, um capítulo sensacional, digno de entrar para os 10 melhores.

por várias vezes pensei que algum dos personagens principais morreria durante o ataque desenfreado do Smoke Locke, uma hora Miles, depois pensei que seria a Kate e depois para meu terror pensei que seria o nosso querido Ben Linus, que vai ser o foco do próximo episódio e mal posso esperar.

Bjs

Ricardo Braga
Equipe ToonSeries

tdseries.com.br disse...

Olá, Ka!

O conceito de bem e mal depende mesmo do ponto de vista de cada um. Assisti o episódio colocando-me no papel de Sayid e pensando se teria as mesmas atitudes. E o pobre coitado ainda tem que ouvir que a escuridão está crescendo dentro dele. Pudera! Parece que seu destino em Lost é sempre sofrer, dentro ou fora da ilha.

E você continua torcendo pelo "mal encarnado"! risos Tratando-se de Lost, é impossível dizer com certeza quem é o bandido e quem é o mocinho.

Um abraço!

Adelson (TD Séries)

Leco Leite disse...

Karen, vc destrói nos comentários!!

Perfeito!!

Bjo, moça!

Mais e mais

Related Posts with Thumbnails