7 de ago de 2008

Pais e Filhos

Relações conflituosas entre pai e filho são constante tema dos personagens de Lost.
Entre o complicado amor e ódio de Jack por Cristhian Shepard ao extremo assassinato de seu genitor por Kate, são raros os casos de convívio pacífico.
Talvez, entre todos ali, Jin seja o único, entre as histórias que conhecemos, com referência positiva da figura paterna. Mas o ar de Dalai Lama do pescador sr. Kwon que o criou, sem ao menos ter certeza de sua paternidade, não foi o bastante para fazer Jin assumi-lo para Sun e sua família.
Esta, alías, se já não podia se orgulhar do austero sr.Paik, após sua saída da Ilha abriu guerra declarada. Não é para menos...além de ter transformado o marido em leão de chácara, mister Paik tem ligações provavelmente ilícitas com Widmore.

Hurley é outro que não tem motivos para admirar o pai. Abandonando a família na infância do filho, David Reyes descaradamente volta ao lar quando o filho fica milionário. Apesar da aparente reconciliação depois do resgate, não acho que Hugo deve ter o pai em grande estima.

Michael e Walt é um capítulo à parte
Da aproximação truncada e complicada na queda na Ilha, ao degringolar total da relação, o que fica é o questionamento de Ben: O que um pai faria por seu filho?
Se terão chance de reaproximação - claro que por um contato paranormal - depende dos roteiristas. Sinceramente, torço para que sim.

James disputa com Locke a história mais trágica. Se bem que a de Kate também daria uma tragédia grega.
O cara presenciou o pai matar a mãe e se matar. Só isto. Precisa mais?
Pela carta que escreveu e carregou a vida toda, culpava o amante da mãe pelo fato e considerava o pai uma vítima. Seja como for, é uma carga psicológica pesada demais que explica a relutância dele em se tornar pai. O dó!

E o que poderia justificar a heroína da série ser uma assassina? Confesso que é corajoso por parte dos roteiristas criar uma protagonista com o histório de assassina. E do prórpio pai.
Como ela mesmo explicou, ao ter um possível contato com o Wayne - uma figura asquerosa, hein - naquela viagem da recuperação do Sawyer - era o fato dele ser realmente seu sangue que a humilhava e enojava.
E isto mostra um lado bastante humano, e por isto mesmo cruel, de Kate. Não eram as surras na mãe que provocaram o ato extremo. Mas sim seu próprio orgulho.
Em todo caso, o cara era mesmo um asco em pessoa. O pior tipo possível de referência paterna.
E ficou uma pergunta no ar: O que aconteceu com Sam Austen - pai adotivo de Kate? Por que ele não foi receber a filha no retorno da Ilha? Por que não estava no julgamento? Estava no Iraque novamente?

E tem o Jack. Ah, sempre o Jack "rainha do drama".
Cristhian não é um exemplo. Era mulherengo, exigente, alcoólatra. Mas isto justifica a obsessão do doutor no pai? Entre todos os casos, o dele é o menos traumático. Nas cenas em que aparecem junto, Cristhian é até, geralmente, mais coerente do que Jack.
Mas o caso dos dois é emblemático para a questão pai/filho na série por envolver personagens centrais tão importantes. E simboliza amor e ódio. Talvez até redenção.
Recentemente, a aparição do "secretário de Jacob" para Claire foi mais uma forte referência ao tema.

Outro caso de parricídio é do psico Benjamin Linus.
O pai era um idiota, um grosseirão. O culpava pela morte da mãe e o criou sob imensa pressão e humilhação.
Mas cuidado em quem você pisa. Pode ser um potencial psicopata impiedoso.
E era.
Sem pestanejar, Ben deu fim no pai durante a purgação. E nem se preocupou em enterrá-lo. Preferiu que ficasse apodrecendo no meio do mato. Bem bizarro e típico do personagem mais psicologicamente interessante, porém pertubado.

Finalmente Locke.
Com certeza o vencedor do prêmio pior pai do mundo é do canalha Antony Cooper.
O cara abandonou o filho, roubou seu rim e o jogou do oitavo andar, deixando-o paralítico.
A insistente carência de Locke o incomodva, o enojava.
E sse Ben e Kate não tituberam em tirar a vida do pai, John se recusou.

E se os mistérios são parte fundamental do sucesso de Lost, esta complexidade psicológica dos personagens fazem a série ser ainda melhor.

Nenhum comentário:

Mais e mais

Related Posts with Thumbnails